CLIENTES NUTRIZON SÃO ASSISTIDOS COM LABORATÓRIO MÓVEL E SUPORTE TÉCNICO

Atualmente, o estado de Rondônia vem desenvolvendo expressiva vocação para a atividade de criação de peixes. A cada dia, aumenta o número de aberturas de represas e tanques aquáticos para o empreendimento da piscicultura. Por sorte geográfica, a região possui clima e temperaturas favoráveis para o desenvolvimento rápido, durante o ano todo, de espécies bastante consumidas como o Tambaqui e o Pirarucu, por exemplo. Estimativas do anuário Peixe BR (Associação Brasileira da Piscicultura) 2019 afirmam que, a produção em Rondônia foi de 72,8 mil toneladas em 2018. 

 

Mas, produzir peixes em escala lucrativa exige conhecimento, orientação, suporte técnico e, principalmente, alimentação adequada. Pensando nisso, a Nutrizon inovou: além da fabricação das rações Karino, para a aquicultura, iniciou o projeto "Laboratório Móvel". Trata-se de um suporte técnico itinerante disponibilizado gratuitamente, que visa o acompanhamento da produção dos clientes. A ideia, que foi concebida no ano de 2010, já atende os principais piscicultores da região Norte e vários produtores por mês recebem o atendimento especializado em sua propriedade. 

 

De acordo com o Gerente de Produto da Nutrizon, Rodrigo Alencar, o objetivo principal é analisar a água, verificar a existência de parasitas nos peixes, evitar prejuízos aos produtores e otimizar a produção. O trabalhador baseia-se, especificamente, no direcionamento, orientação, correção da água e ambiente, bem como adequação da ração a ser utilizada e seu consumo diário. Alencar enfatiza que, essa iniciativa sem ônus da Nutrizon é uma contribuição para a expansão da atividade e o fortalecimento da economia da região, por meio do fornecimento de produtos de qualidade e suporte técnico necessários.